Turista Brasileiro

postado em: Dicas, Experiências 0

A grande repercussão negativa dos últimos dias sobre o comportamento de alguns brasileiros na Rússia faz pensar numa discussão já antiga: porque, afinal, os brasileiros são vistos como turistas mal-educados e bagunceiros?

Sim, nós temos essa fama em muitos lugares. E eu já encontrei muitos viajantes pelo mundo afora que se dizem envergonhados de serem brasileiros.

Eu mesma já pensei duas vezes em dizer que era brasileira.

Turista brasileiro está no mundo todo. Viaja, gasta no local de destino com consumo e compras. Mas muitas vezes não é exatamente bem-vindo.

Talvez seja mesmo uma minoria mal-educada que tenha construído essa fama tão ruim.

Mas ao mesmo tempo já presenciei tantas gafes de brasileiros nas viagens. Impossível não notar um grupo grande de brasileiros, são sempre os mais barulhentos nos locais. Principalmente em restaurantes.

Nos parques da Disney já vi muito adolescente brasileiro furando fila.

Será que é esse o jeitinho brasileiro que queremos mostrar ao mundo? Tirando vantagem de tudo?

Num país com tantos problemas e tanta corrupção vista em todas as classes sociais e em toda a política, talvez essa fama faça mesmo jus ao nosso comportamento como turista.

Não pretendo e nem mesmo quero entrar em questões de ideologia política aqui, afinal o que queremos mesmo é falar sobre turismo.

Por um turismo melhor

E assim gostaria de propor um turismo mais educado, mais sustentável, mais participativo, menos escandaloso, menos vergonhoso.

Minha opinião? Tudo passa pela educação. Não custa nada pedir licença, dizer por favor e muito obrigado. Faça isso quando estiver viajando também. É simples assim.

Se você não quer ser passado para traz porque não fala a língua do lugar, e quer ser tratado com respeito, faça o mesmo com seu anfitrião! Simples assim.

Costumes, hábitos e leis são diferentes em cada país do mundo. E quando estamos viajando devemos conhecer um pouco sobre o local de destino e nunca esperar que seus hábitos e costumes sejam adaptados aos nossos. Porque é exatamente o contrário.

Às vezes acredito que esse é um dos nossos maiores erros. Queremos ser brasileiros no exterior. E muitas vezes ser brasileiro numa cultura muito diferente pode ser falta de educação.

Uma experiência ruim

Nunca vou esquecer que passei vergonha num restaurante numa das primeiras vezes que fui a Nova York .

A conta veio sem o valor de serviço. E eu deixei um pouco mais de 10%. Afinal 10% é o valor de serviço no Brasil, então deveria estar ok. Errado. Muito errado. O gerente veio me perguntar se eu havia sido mal atendida. De modo algum eu respondi. Então porque não estava pagando corretamente o serviço? Nos Estados Unidos o mínimo em serviço nos restaurantes é 15%. As contas hoje vêm com os valores sugeridos de 15, 18 e 20%. Pagar menos é ignorar os hábitos e costumes do lugar que você está visitando e consequentemente ser mal-educado.

Pedi desculpa e paguei a diferença. Foi pura ignorância na época, mas mesmo assim, talvez tenha contribuído um pouco para a má fama de brasileiro no exterior.

Dicas básicas

Veja algumas dicas básicas. O brasileiro pode e deve ser um turista que todos gostem de receber em seus destinos!

  1. Não fure filas, em lugar nenhum. Se você não quer ficar numa fila, se não tem tempo para isso, então mude de lugar. Procure um lugar sem filas. Todo mundo ganha com isso.
  2. Aprenda algumas palavras básicas. Todos apreciam um “obrigado” na sua língua materna dito pelo turista. Significa que estamos agradecendo inclusive pela hospitalidade de estar visitando o destino.
  3. Pesquise qual é o hábito em relação as gorjetas e valores de serviço em restaurantes, hotéis, transporte. E obedeça a regra local. Você não está no Brasil, então não deve seguir o que faz por aqui, mas sim o que se faz no seu destino.
  4. Respeite as pessoas do local. Independente da classe social, escolaridade, religião, etc. Respeite da mesma forma que quer ser respeitado.
  5. Cuidado ao atravessar a rua! Isso mesmo. Até para atravessar a rua os costumes podem ser diferentes em cada localidade. No Brasil é proibido atravessar fora da faixa de segurança. Isso é lei. Infelizmente muitas vezes não é obedecida. Mas não pense que é da mesma forma na Alemanha. Você não quer desobedecer a lei longe de casa.
  6. Se for dirigir, aprenda as diferenças da legislação. Por exemplo: você sabia que nos Estados Unidos quando você cruza por um ônibus escolar, aqueles amarelos, deve parar completamente mesmo estando na lista oposta? Se não parar o motorista do ônibus pode chamar a polícia e você vai acabar na delegacia para dar explicações.
  7. Cinto de segurança e cadeiras de bebê e criança também são itens importantíssimos. Verifique a obrigatoriedade e siga a regra. Aliás com segurança não se brinca. Siga a regra aqui no Brasil também é coloque as crianças no banco de traz com cinto e na cadeira apropriada. Mesmo para ir até a padaria!
  8. Não leve toalhas e outros itens do seu quarto de hotel! Sejamos francos, é muito feio! Se você realmente quer um souvenir do hotel pergunte na recepção, e compre!
  9. Lembre-se sempre que costumes e hábitos são diferentes. Não há exatamente um certo ou errado nesse caso, e sim o que funciona e o que é habitual em cada lugar.

 

Um viajante é visitante do lugar, e deve respeitar o que é usual ali. E nunca achar que pode ou deve impor os seus costumes e mudar tudo. Sua viagem será ainda mais rica se você abraçar novos costumes, se você aprender novos hábitos e descobrir as diferenças e semelhanças que temos com outras nacionalidades!

Seja um bom turista! E conheça o mundo!

 


B O O K     T H E     H O T E L


 

Comece a pesquisar preços e reserve com antecedência seu hotel  booking   

 


S H O P   T H E   T R I P


Clique nos itens e faça sua reserva garantindo os melhores preços

Booking.comInternet e chipSeguro viagem

 

 

Clicando nos links da página você ajuda a manter o blog, não paga mais por isso, tem a certeza de estar em um link seguro.


Gostou das informações que juntamos para você? Nosso post foi útil para seu planejamento de viagem?

Então deixe o seu like ou um comentário, a gente gosta muita da interação com o leitor! Sua opinião é muito importante para nós e nos ajuda a melhorar ainda mais o nosso conteúdo!

Acompanhe nossas viagens pelo Instagram @maripelomundo.blog e na nossa página do Facebook Mari Pelo Mundo.

E se você está planejando sua viagem confira nessa página os links dos nossos parceiros e páginas para reservar seus hotéis, alugar carro, pedir seu chip de internet, fazer o seguro de viagem e comprar passagens aéreas. Para roteiros personalizados que detalham dia a dia sua viagem com sugestões dos melhores pontos a serem visitados nos consulte pelo e-mail: [email protected]

Cada vez que você contrata um serviço usando os nossos links está ajudando a manter nosso blog. Procuramos sempre trazer novos destinos e experiências vividas por nós que poderão contribuir para que a sua viagem seja ainda melhor.

Compartilhe esta página..
Share on Facebook
Facebook
0Pin on Pinterest
Pinterest
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

Comente pelo Facebook

comentario(s)

Seguir Andrea:
Sou publicitária e amo viajar. Um grande objetivo: conhecer ao menos um lugar novo a cada ano. Trago aqui dicas e experiências que tive com essas viagens ao longo do tempo. Alguns lugares agora até se repetem, mas com a diferença de viajar na companhia do filhote pequeno.