Dicas para a primeira viagem para o Peru sem perrengue – Lima, Valle Sagrado, Machu Picchu e Lima

postado em: Américas, Destinos 0

Nesta primeira viagem para o Peru eu realmente não sabia o que esperar. Minha expectativa era de dias quentes, artesanatos coloridos, boa comida, lugares rústicos, pouco conforto e muita caminhada.

Alguns colegas me diziam algo sobre uma grande energia, outros falavam sobre os restaurantes estrelados de Lima …     Mas afinal, o que é viajar se não for isso.. “Nossa própria descoberta”

Já chegando ao final do post antes de voltar ao início novamente, a conclusão é que a viagem foi incrível. Voltamos maravilhados, encantados e com vontade de regressar !!!

Primeira viagem para o Peru

Confesso que foram meses de muito planejamento.  Os hotéis foram escolhidos a dedo e os passeios também.  Os hotéis de luxo foram escolhidos pela Thais, os de experiências por mim, o roteiro teve assessoria da PromPeru – orgão oficial do Peru, enfim, foi feito a muitas mãos para chegar num ponto ideal.   Depois disso, foram muitas horas no computador para fazer todas as compras na internet e com os fornecedores (queríamos testar tudo e trazer essa experiência para o blog).

O resultado foi uma viagem sem imprevistos, bons hotéis e parceiros e serviços muito profissionais. Claro que nem tudo pode ser planejado, e nisso incluo as ótimas conversas com guias, ubers e atendentes que humanizaram a viagem e trouxeram importantes informações sobre a cultura local. Notamos muita simpatia em todos lugares. Espontânea ou não, os Peruanos sabem receber muito bem os turistas.

Fizemos o aéreo com uma das companhias que que voa São Paulo – Lima – Cusco (Sky).

As descobertas já começaram em Lima, com a limpeza, modernidade e beleza da cidade. Durante toda a viagem fizemos um tours privativos e walking tours. Caminhamos pela cidade de dia e de noite. Conhecemos hotéis de luxo e conforto, fomos aos museus e shoppings e nos divertimos muito em toda viagem.

Dicas de onde se hospedar em Lima – Westin –

Dicas para planejar a viagem

Primeira dica super importante: não comece a viagem por Cusco para não correr o risco de sofrer o mal de altitude (soroche – normalmente dor de cabeça, vertige, nausea por dois ou três dias).

A altitude é um fator importante a se considerar, mas o mal de altitude pode ser evitado ou minimizado com um roteiro personalizado com uma sequência de cidades de diferentes altitudes, que ajudam o corpo a ir se adaptando.  Reserve o aéreo, hotel e passeios pela nossa agência parceira ou pelo nosso Link do bookingEntre em contato conosco pelo link do WhatsApp.

Começamos por Lima, partimos para o Valle Sagrado, depois fomos para Águas Calientes (Machu Pichu) e terminado em Cusco. Roteiro ideal por conta da aclimatação com a altitude.

Muitos falam da importância do oxigênio e de mascar folha de coca ou tomar chá. No entanto, com um bom roteiro, pode-se evitar muito esse desconforto.  Não precisamos de nenhuma das duas coisas durante toda a viagem.  (Tomamos o chá de muña, que é tipo um chá de eucalipto, para abrir os pulmões)

Assim como outros destinos de natureza, para a opção que inclui os trekkings (pode não incluir se quiser) é recomendável, porém não é essencial, uma preparação física prévia. Cada atividade em si não é impossível de se fazer, mas o dia seguinte e os próximos passeios podem ficar prejudicados se os músculos não estiverem preparados.

O Peru vai muito além de linda natureza, artesanato, ceviche e história inca. Em todas as cidades que passamos encontramos (mais que sorte, um padrão) preços justos, banheiros limpos, povo muito respeitoso, estradas boas, artesanato com design e bons materiais, muita fruta, restaurantes e hotéis elegantes, carros de muito conforto para os deslocamentos e uma diversidade e intensidade de tudo, céu, temperatura, visual, cultura, jogo de futebol (Alianza Lima X Club Cienciano…)

Entendi muito, amei tudo, quero voltar sem dúvida. E estou a disposição para ajudar a planejar sua viagem ao Peru.

Machu Picchu e o Valle Sagrado são simplesmente incríveis. Não somente pelas construções, mas pela energia que todos falam. Ela está presente em cada uma das construções inca.  Foi fundamental o trabalho feito pelos guias em todas as atrações turísticas. Recomendo e indico nosso guia. Entre em contato conosco pelo link do WhatsApp.

Salinas de Maras – cinco mil poços de extração de sal da montanha, construídas no período pré-Inca

Viagem sem perrengue

Lima encantou demais! Vale a pena a escala. Um transito terrível, porém bairros lindos e muita coisa para ver e fazer.

Estivemos em Lima num maravilhoso dia de sol na chegada e um céu azul de inverno. Mas também estivemos em Lima em um dia super nublado e cinza.

De qualquer forma, Lima tem muitas atrações, então vale muito a pena, independente do clima (obvio que a cidade é muito mais linda num dia azul).

Para chegar a Aguas Calientes, cidade base para o passeio a Machu Picchu, o trajeto é feito de trem. Há duas companhias, a Incarail (Presidential, First Class, Executive) e a Peru Rail (Belmond, Vistadome, Expedition).  Conhecemos todas as três.  A Incarail foi a escolhida para esta viagem.

Em Aguas Calientes o contraste foi maior. Cidade com muitas obras inacabadas e muito comércio. Não circula carro e todos descem do trem e caminham com as malas ou o hotel já espera na estação com carregador de mala (distâncias curtas). O centrinho é ótimo e muito animado. Um lugar meio confuso, com hotéis 5 estrelas e hostels.  Amamos a hotelaria em Aguas Calientes e pode ser uma ótima opção para equilibrar esses dias na cidade.

Mochileiros e turismo de luxo, tudo meio misturado.  Mesmo assim, recomendo uma ou duas noites na cidade para descansar da visita a Machu Pichu e para conhecer o lugar. É de lá que saem os ônibus para a cidadela de Machu Pichu e os trekkings.  Muita gente acaba ficando hospedado no Vale Sagrado (Fica a 1h40 do Vale Sagrado) e faz Machu Pichu como bate e volta, mas acho mais cômodo pernoitar uma ou duas noites em Aguas Calientes.

Machu Pichu –  Fizemos Machu Picchu Circuito 1 e 2, e Machu Pichu + Waynapichu (circuito 4) A vista é de tirar o folego em Waynapichu – montanha ao lado da cidadela de Machu Pichu. Os guias são fundamentais.  Comprar os ingressos é um desafio. Graças a outros blogs, conseguimos entender todos os circuitos e comprar com consciência.    São 4 circuitos, além do Caminho Inca, que são 4 dias de trekking ou o Salkantay que são 5 dias de trekking.  São ótimos também, precisando de mais informações nos avise.

Por essa razão, recomendamos o pacote da agência (para todo o programa em Machu Picchu incluindo trem, guia e ingressos)  para quem não tem horas e horas (muitas horas) para perder com isso – os sites são um pouco confusos e há  dificuldade de informação.

Também achei uma luta fazer as compras com cartão de credito que funcionava para uma coisa e não funcionava para outra.   Machu Picchu é um dos destinos mais visitados do mundo – os ingressos esgotam rapido. É necessário comprar COM MUITA ANTECEDÊNCIA – semanas ou meses.

Deu mais trabalho comprar os tickets todos do que subir a montanha! Porém tudo valeu a pena.

 

Cusco – O Peru tem 12 lugares reconhecidos pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade. Um deles é a cidade de Cusco. São vários bairros, cheios de hospedagens, muitos museus, restaurantes, bares, festas típicas, estádio de futebol, eventos….    Dá para ficar um dia ou muitos dias.  É também o ponto de partida para o passeio da Montanha de 7 cores e Lagoa Humantay. Então não deixe de incluir alguns dias a mais em Cusco para aproveitar a cidade.

Passeios e atrações turísticas

No Valle Sagrado, nosso guia (com motorista) foi incrível.  Recomendo demais um tour privativo qualquer que seja seu orçamento de viagem para os passeios a Pisac, Ollantaytambo, Urubamba, Chinchero, Salinas e Marae.  O tour privativo fez toda a diferença na viagem.   Veja nosso post sobre o Valle Sagrado

No primeiro dia, sem esse tour, teríamos praticamente desistido de fazer os passeios, pelo cansaço da viagem.  Como já havíamos agendado, saímos direto do aeroporto, e com as malas no carro e com todo conforto, aproveitamos um dia cheio de passeios.  Foi maravilhoso.  Entre em contato conosco pelo link do WhatsApp para indicação.

A Montanha de 7 cores – foi o desafio da viagem, mas todo mundo conseguiu chegar (os que não desistiram).  Uma experiência única com a Montanha Colorida de um lado e a Cordilheira dos Andes do outro. Esse passeio pode ser feito com guia privativo ou em grupo.  Ambas são experiências incríveis.   Pelo fato de ser um trekking difícil, a energia do grupo ajudou demais! Porém, os grupos chegam em horários padrão e quem quer pegar a montanha mais vazia, sem dúvida precisa de um tour privativo. Entre em contato conosco pelo link do WhatsApp que indicamos ambos.

Montanha de 7 Cores – Passeio compartilhado
Montanha de 7 Cores – Passeio privativo (Thais e Andrea) com a New Age ( Lima Tours)

Hotéis incríveis e experiências únicas

Thais e Andrea viajaram com a Sky Airlines vivenciaram hotéis incríveis e de muito conforto na categoria 5 estrelas – Relais & Chateaux e Leading hotels of the World (Pullman Miraflores Lima, Sumaq, Palacio del Inka, Tambo del Inka, Aranwa, Cirqa, Titilaka, Atemporal, entre outros.  E o outro grupo vivenciou hospedagens de experiências (agroturismo, glamping e pousadas).   O que posso dizer é que o Peru está preparadíssimo para um turismo de luxo no quesito hotelaria.

São hotéis de muito conforto, elegância e bom gosto, sem perder o aspecto histórico e cultural, além de uma gastronomia típica unida a internacional.

Entre em contato que podemos ajudamos com indicações de pacotes, passeios, roteiro ou assessoria para montar sua viagem.  

Se preferir montar sozinho, use nossos links para – Compra de passeios  – Reserva de hotéis – CuscoLima Valle SagradoArequipaSeguro viagem

Fomos em dois grupos.  A viagem inicial foi idealizada pela Thais do Love and Travel e realizada por ela e Andrea.  O segundo grupo foi para alguns destinos adicionais e hotéis diferentes para poder explorar outros aspectos do turismo e poder ter uma visão complementar.  Tivemos ajuda da PromPeru através da Milagros Ochoa  que nos passou muitas informações importantes para organizar essa viagem.

E a Viagem para o Peru continuou com Leo e Thais em hotéis incríveis e destinos fora da rota que devem ser vivenciados. Tem destaques no insta e roteiro personalizado para estes destinos.

  • Titicaca – com voo de Lima para Puno e duas noites no Titilaka
  • Vale do Colca – com uma noite no Aranwa Pueblito Encantado del Colca
  • Arequipa com duas noites, uma no Cirqa e outra no Andean Experience
  • e terminou em Lima com duas noites no A Temporal e Andean Experience e um day use no  Hotel B

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO

🏨BOOKING.COM Veja melhores tarifas
🏠 Guias de Viagem PDF - Campos do Jordão, Penedo, Foz
🎟️GRUPOS PARA DUBAI
🎟️GRUPOS PARA PATAGONIA
📱CHIP INTERNET ILIMITADA em 240 países
🚘ALUGUEL CARRO - cotação com várias empresas
🚌Compre sua passagem de ÔNIBUS
✈️INGRESSOS PARA JOGOS, SHOWS E TEATRO - EUA

 

Instagram @maripelomundo.blog    Facebook Mari Pelo Mundo

Dúvidas, solicitações e sugestões E-mail: [email protected]

Comente pelo Facebook

comentario(s)

Seguir Mari pelo Mundo:
As colaboradoras e as Friends Connection de Mari Pelo Mundo compartilham o olhar e as experiências, contribuindo com o planejamento de viagens de pessoas que adoram se jogar nesse mundo.