O que fazer em Sevilha com crianças – Mini-Guia

Direto de Mari pelo Mundo, Roteiro de Sevilha por Marcela M. Litjens

Sevilha (derivado do árabe Ishbiliya) é a quarta maior cidade espanhola.  É uma cidade muito interessante e com forte influência arquitetônica moura.

O clima normalmente é quente e as temperaturas nos verões são tão altas que chegam a 40 graus. Há 52 dias de chuva por ano, principalmente em dezembro. A cidade é repleta por laranjeiras que emolduram os antigos edifícios e sombreiam as calçadas.

Foi um importante porto no século XVI que controlava as riquezas vindas da América. Fica a sudeste da Península Ibérica, não muito longe de Portugal.

Vista da Cidade - Catedral à esquerda
Vista da Cidade – Catedral à esquerda

Chegando lá

A parte central da cidade, denominada casco antíguo, é composta por ruas pequenas e estreitas. Não é fácil circular de carro e os estacionamentos, escassos, vivem lotados e são caros. Saímos de Lisboa e fomos de carro até Sevilha, cerca de 400 km.

Dica: Também nos disseram que estacionar na rua não é muito seguro, os carros com placas de fora da Espanha tendem a ser alvo fácil de furtos. A melhor maneira de explorar é a pé mesmo, o que é fácil por ser a cidade quase plana.

Existem linhas de bonde nas vias principais e bicicletas municipais que podem ser alugadas por período e devolvidas em lugares demarcados. Também há passeios de carruagem com custo de 45 euros por um circuito de 45 minutos para até 4 pessoas.

Passeios de carruagem
Passeios de carruagem

Onde ficar

No centro antigo os bons hotéis custam caro. Se dinheiro não for o problema, escolha o Hotel Alfonso XIII, fabuloso e muito bem localizado. Para quem quer gastar menos existem diversos hostels e apartamentos para alugar. Eu escolhi o Ayre Hotel, 4 estrelas com cara de 3, em frente a estação Santa Justa, 25 minutos de caminhada até a catedral. Foi uma opção confortável e com preço razoável, interessante para quem quer chegar à cidade por trem mas localizado a mais de 1 km das principais atrações.

carruagem em frente ao hotel Alfonso
carruagem em frente ao hotel Alfonso

Para comer

A maior parte dos bares e restaurantes oferecem uma seleção de tapas (porções de petiscos) e paellas. As ruas do centro são repletas de lugares para comer que ficam cheios durantes o dia e à noite.

Centro à noite
Centro à noite

 

Um lugar interessante é o Mercado la Lonja del Barranco que conta com diversos stands em um edifício de 1883 considerado Patrimônio Histórico Mundial e presumivelmente desenhado por Eiffel.

Uma opção para ir à noite é visitar um show de flamenco que tenha jantar incluído. Se preferir ver apenas o show, um famoso é o Museo del Baile Flamenco. Os ingressos para o show e para o museu podem ser reservados online pelo site flamencotickets.com.

 

Restaurante Altamira
Restaurante Altamira

O que ver

Há muito para conhecer mas os pontos principais podem ser visitados em 3 dias.

  • Catedral de Sevilha: É a maior basílica da Espanha e a terceira maior do mundo (depois do Vaticano e da Basílica de Aparecida). Nela encontram-se os restos mortais de Cristóvão Colombo. Foi fundada sobre os restos de uma mesquita e do alto de seu campanário (Giralda) tem-se uma ótima vista da cidade. Atenção aos horários de visita que são alterados em função de celebrações religiosas.
Catedral
Catedral

 

  • Reales Alcázares: Conjunto de palácios que refletem o espírito da era islâmica. Depois da reconquista cristã em 1248 os edifícios adquiriram a aparência atual. Ainda hoje a família real hospeda-se nos pavimentos superiores.
Entrada do real Alcazar
Entrada do real Alcazar

 

  • Real Arquivo de las Indias: Arquivo histórico onde localizam-se os documentos do período colonial. Criado em 1785 por ordem do rei Carlos III.
Archivo general de las Indias
Archivo general de las Indias

 

  • Torre del Oro: Localizada na margem do rio Guadalquivir, essa torre foi construída no século XII para controlar o acesso à cidade. Foi profundamente afetada pelo terremoto que atingiu Lisboa em 1755 e as obras de seu restauro começaram em 1942. Hoje abriga um museu com diversos equipamentos de navegação antigos. Dela parte a maioria dos ônibus de turismo
Torre del Oro
Torre del Oro

 

  • Plaza de Espanha: Esta linda praça foi construída por causa da Expo 29 em forma circular, retratando o reino espanhol. Os bancos decorados em azulejos pintados referem-se às 46 províncias espanholas. Foi usada para filmagens de Lawrence da Arábia e Star Wars. É atualmente ocupada pelo governo da Espanha.

Sevilha com crianças: Nos fins de semana possui diversas atividades e os visitantes fazem fila para alugar barquinhos para passeios na água.

Plaza de Espanha - barquinhos
Plaza de Espanha – barquinhos

 

  • Parque Maria Luisa: no parque está localizada a praça de Espanha.

Sevilha com crianças: Os turistas divertem-se passeando com bicicletas para 2 ou até 6 pessoas alugadas por período.

Parque Maria Luisa
Parque Maria Luisa
  • Universidad de Sevilla: Parte da universidade criada em 1502 está instalada na antiga fábrica de tabaco do século XVIII. Esta fábrica é mencionada na ópera Carmem de Bizet. Carmem era uma operária da fábrica.
Universidade de Sevilha
Universidade de Sevilha

 

  • Plaza de Toros de La Maestranza: O edifício onde realizam-se touradas tem sua fachada principal voltada para o rio e a parte traseira mistura-se com os edifícios adjacentes. É a sede de uma das maiores touradas do mundo. Existem visitas guiadas ao museu.
Plaza de Toros
Plaza de Toros

 

  • Plaza Nueva: Na praça localiza-se o Ayuntamiento (prefeitura) de Sevilha. Da praça parte a Calle Sierpes, rua cujo início localiza-se um edifício bancário onde era o antigo Cárcer Real (prisão). Uma pintura em azulejos assinala como era o antigo edifício onde certa vez esteve preso em seus calabouços Miguel de Cervantes, o célebre autor de D. Quixote. Existe uma estátua sua nas proximidades.
Plaza Nueva e bicicletas
Plaza Nueva e bicicletas

 

Metropol Parasol
Metropol Parasol

 

O  Barrio de Santa Cruz,  charmoso, também vale um passeio cuidadoso observando os detalhes dos pátios internos.

Uma cidade muito linda e que vale a pena voltar!

marcela boli
Marcela M. Litjens.  Arquiteta e mãe de duas menininhas sapecas. Vivo em Portugal há um ano e, mesmo passeando sempre, acho que nunca irei conhecer todos os lugares incríveis que existem no país.

Compartilhe esta página..
Share on Facebook
Facebook
0Pin on Pinterest
Pinterest
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

Comente pelo Facebook

comentario(s)

Seguir Mari pelo Mundo:
As colaboradoras e as Friends Connection de Mari Pelo Mundo compartilham o olhar e as experiências, contribuindo com o planejamento de viagens de pessoas que adoram se jogar nesse mundo.