Receitas – Desafio Gastronômico

postado em: Gastronomia 0

Conheça o 1°Desafio Gastronômico Pelo Mundo e as nossas receitas.

No mês de julho fomos desafiadas à cozinhar! Isso mesmo, foram 16 profissionais brasileiros do turismo cozinhando ao vivo delícias típicas do país onde moram.

E o blog participou representando o Brasil! Na primeira fase fizemos uma entrada e um drink típicos do nosso país. Nossa escolha foi o Dadinho de Tapioca, e para beber uma tradicional caipirinha!

O Desafio Gastronômico Pelo Mundo foi uma iniciativa idealizada pelo Victor Barros, amigo e parceiro do blog em diversos projetos de turismo e gastronomia. O Victor é crítico gastronômico além de coordenar um projeto de turismo e gastronomia recebendo grupos em Portugal com o Cooking in Portugal (clique no link para saber tudo o projeto que é uma delícia).

Confira a seguir as nossas receitas das duas etapas que participamos. E confira no YouTube todos os videos para fazer pratos deliciosos em casa. Tudo com muita inspiração internacional.

As receitas da primeira etapa

Foi uma delícia participar do desafio. Aprendi a fazer o dadinho e pude compartilhar dicas e receitas de diferentes lugares!

Veja o que fizemos e confira no Instagram tudo sobre o desafio com outras receitas deliciosas! E que venha o próximo!

Receita do Dadinho de Tapioca

  • Ingredientes
    • 300g de queijo de coalho
    • 250g de tapioca granulada
    • 8g de sal (a quantidade pode variar de acordo com o sal do queijo)
    • 1 pitada de pimenta-branca
    • 500ml de leite
    • Geléia de pimenta ou uma geléia agri-doce
  • Preparo
    • Forre uma assadeira de aproximadamente 20 x 30 centímetros com papel-filme e deixe à mão.
    • Rale o queijo no ralador fino ou triture e misture com a tapioca, o sal e a pimenta-branca. É importante que estejam bem misturados para evitar a formação de grumos.
    • Junte o leite fervente, mexendo sempre para que a tapioca hidrate uniformemente. Continue mexendo até a mistura se firmar.
    • Despeje na assadeira forrada e cubra com o papel-filme ou saquinho plástico culinário para evitar que se forme uma película.
    • Deixe esfriar em temperatura ambiente e leve à geladeira por pelo menos três horas.
    • Corte em cubos e frite por imersão a 170ºC até dourar ou asse em forno médio por 30 minutos mais ou menos
    • Sirva acompanhado de uma geléia de pimenta ou uma geléia agridoce de sua preferência.

Variações e temperos – o dadinho também ganhou variações, sabores e temperos ao longo desse tempo. Experimente colocar orégano ou alecrim no preparo. Aqui em casa o orégano faz muito sucesso!

Sobre a História do Dadinho

O Dadinho de Tapioca é um petisco ou entrada relativamente novo na nossa culinária. Mas feito com ingredientes muito tradicionais e bem brasileiros. O dadinho foi criando pelo chef Rodrigo Oliveira do restaurante Mocotó em São Paulo em 2004.

Originalmente o chef preparava um bolinho de tapioca, e numa receita que “deu errado” ele resolveu aproveitar a massa e criou esse petisco que ganhou fama.

Hoje é servido em vários restaurante e botecos, inclusive fora do Brasil.

Os ingredientes típicos

A tapioca é o ingrediente  principal de diversas iguarias típicas do Brasil como o beiju, quitute indígena descoberto pelos portugueses em Pernambuco no século 16.

Extraída da mandioca é preparada em forma granulada. É muito comum encontrar tapioca no café da manhã dos hotéis principalmente no Nordeste e Norte do Brasil. E ela faz muito sucesso.

O segundo ingrediente principal do dadinho é o queijo coalho. Esse tipo de queijo é produzido por fermentação e coagulação. Também bastante tradicional na região Nordeste do Brasil.

O queijo coalho virou também tradição no churrasco. No palitinho ele é assado na brasa e fica crocante por fora e bem derretido por dentro. Faz muito sucesso!

Nossa caipirinha

  • Ingredientes
    • 1 limão sem casca – limão Taiti
    • 1 limão com casca
    • Duas colheres de açúcar
    • Cubos de gelo
    • Cachaça (pinga)

O limão taiti é aquele da casca verde, conhecido como lima ácida verde em outros lugares do mundo.

Aqui vai uma observação da personalização da receita na caipirinha que preparamos no desafio. Geralmente o drink é preparado sem tirar a casca do limão, porém a casca verde do limão dá um certo amargor se você esmagar muito o limão. Por isso gosto dessa versão de tirar a casca do limão que será macerado. Depois uso e mais duas rodelas ou pedaços de limão com a casca verde para “enfeitar” e dar mais sabor ao drink. Isso é bem particular do gosto de cada um.

  • Preparo
    • Junte o limão cortado com o açúcar num recipiente, que pode ser o copo onde você irá servir o drink. Não há necessidade de usar coqueteleira ou um outro recipiente para esmagar o limão. Macere com o pilão.
    • Junte o gelo e uma dose de cachaça. Misture bem.

 

História da caipirinha

A caipirinha é um drink relativamente simples de preparar, e talvez seja o mais tradicional drink do Brasil. Assim como o mais famoso.

Sua origem é paulista, do interior do estado. Porém há mais de uma versão de historiadores sobre o modo e razão pela qual foi criada.

Uma delas mostra a caipirinha como tendo sido criada pelos fazendeiros de cana de açúcar como um drink local para festas e eventos de alto padrão. O drink logo teria se popularizado pelo baixo preço dos seus ingredientes e facilidade no preparo.

Um outra hipótese é que o drink teria se originado de uma receita de limão, alho e mel usado em pacientes da gripe espanhola. Na época era comum em remédios caseiros colocar um pouco de álcool para “acelerar” o processo terapêutico. Daí a origem do drink, quando alguém teve a ideia de tirar o alho e o mel e colocar um pouco de açúcar na mistura de cachaça e limão.

  • Variações sobre o tema:
    • Caipiroska – quando é feita com vodca
    • Caipiríssima – quando é feita com rum
    • Saqueirinha – com saquê
    • Caipivinho – com vinho

Porém quando se usa outras frutas sem limão, teoricamente não é uma caipirinha!!

Um pouco sobre a cachaça

Cachaçapingacana é a aguardente da cana-de-açucar obtida através de fermentação e destilação do caldo de cana ou do melaço. Acho que não tem bebida mais brasileira do que a cachaça. Seu teor alcoólico é bem alto, entre 38% e 48%. Equivalente há outros destilados famosos no mundo, como whisky.

Com grande importância cultural, social e econômica para o Brasil, a cachaça está ligada diretamente ao nosso período de colonização. O ciclo da cana-de-açucar foi um período de muita riqueza e prosperidade no Brasil colônia.

A bebida é bastante popular, e parte disso se deve ao baixo custo e a grande produção. Porém dos mais de 40 mil produtores de cachaça no pais somente uma pequena parte é registrada.

Ainda assim hoje existem diversas marcas de excelente qualidade e a bebida se sofisticou, por assim dizer.

Temos diversos alambiques que produzem cachaça envelhecida em barris de carvalho, com aromas e cores diferentes de acordo com o tipo de madeira.

Os preços também passaram a variar bastante, principalmente em cachaças mais artesanais. É fácil achar garrafas de cachaça à partir de 20 reais no mercado, mas também rótulos com preços acima de 400 ou 500 reais, que são envelhecidas entre 1 e 3 anos.

Em junho de 2009, no 12º Expocachaça, o Instituto Brasileiro da Cachaça (IBRAC) oficializou o dia 13 de setembro como o Dia Nacional da Cachaça. Um brinde ao nosso mais típico drink!

As receitas da segunda etapa

Na segunda etapa do Desafio Gastronômico foram 8 participantes preparando um prato típico de carboidrato.

A escolha não foi fácil, mas optamos por fazer um arroz de carreteiro. Confira como fazer esse prato típico do Rio Grande do Sul e porque escolhemos.

Receita de arroz de carreteiro

  • Ingredientes
    • 1 xícara de arroz
    • 2 ½ xícaras de água
    • 300 gramas de Charque (Carne- seca) ou carne de sol desfiada ou picada
    • Ou ainda carne de churrasco
    • 1 cebola picada
    • ½ dente de alho
    • Salsinha
    • Cebolinha

Sobre a variação da carne nos ingredientes, a história do arroz de carreteiro explica a origem e evolução.

  • Preparo
    • Cozinhe o charque e desfie ou corte em pedacinho pequenos. No desafio gastronômico usamos um pedaço de fraldinha feito no forno somente com sal grosso. Como um pedaço de carne de churrasco. Cortado em pedaços pequenos.
    • Coloque a cebola no panela com um pouco de azeite e deixe refogar por uns 2 minutos. Junte a carne e logo em seguida o arroz. Mais dois minutos e coloque a água. Agora é só deixar cozinhar até a água secar.
    • No final junte a salsinha e cebolinha. Use salsinha também para enfeitar o prato.

Como a carne usada para o arroz de carreteiro é uma carne já salgada, coloque sal somente se for necessário.

Um fio de azeite no final dá um toque especial, assim como queijo ralado por cima! Deu água na boca só de descrever o prato!

 

História do arroz de carreteiro

O arroz de carreteiro surgiu quando transportadores de cargas do início do século 20 – chamados de carreteiros – que atravessavam o sul do Brasil em carretas puxadas por bois.

Durante a viagem esse carreteiros geralmente cozinhavam. E a mistura de arroz com carne de charque picado era o prato prático e nutritivo do viajante.

O charque ou a carne de sol é uma carne salgada e seca ao sol com o objetivo de mantê-la própria para o consumo por mais tempo. O ingrediente ideal para quem não tem refrigeração durante o tempo que está na estrada.

Os carreteiros viajavam por dias transportando suas cargas pelo menor caminho até seu destino e pouco paravam em casas ou fazendas, por isso a necessidade de cozinhar.

Outro ponto interessante dessa tradição era o uso da panela de ferro para fazer o arroz de carreteiro. E quem já comeu algo feito em panela de ferro sabe que tem um sabor bem especial.

Evolução da receita

O arroz de carreteiro ou simplesmente carreteiro é hoje o segundo prato mais conhecido da culinária gaúcha. Fica atrás somente do tradicional churrasco. Por isso hoje há variações sobre o tema.

A mais tradicional dessas variações é o uso da carne “que sobrou” do churrasco para fazer o carreteiro.

Sendo de família de gaúchos, foi assim que aprendi a fazer carreteiro ainda adolescente! A sobra do churrasco de domingo era sempre o carreteiro da segunda!

Outras variações; você pode usar carne de vaca ou de porco. Linguiça ou ainda adicionar bacon para aqueles que são apaixonados por bacon. E há até uma versão vegana feita com linguiça de soja ou então com legumes (abobrinha, pimentão, brócolis).

Independentemente da versão que você escolher é definitivamente um prato típico brasileiro, fácil de fazer, muito saboroso e bastante nutritivo!

Bom apetite! E não perca as receitas de todos os participantes desse incrível Desafio Gastronômico Pelo Mundo que estão gravadas no YouTube!

Desafio Gastronômico no YouTube


Dicas com crianças

  • Evite alta temporada. Caso não seja possível, faça passeios em horários alternativos e bairros menos concorridos.
  • Compre todos ingressos com antecedência e de preferência com prioridade na fila.
  • Fique em hotéis centrais para evitar muitos deslocamentos.
  • Leve sempre uma garrafa de água, chapéu, filtro solar e casaco.
  • Não deixe de viajar sem seguro viagem. É importantíssimo e imprescindível, principalmente se estiver com criança. Verifique as opções e valores e compre com antecedência. Clique aqui para cotar com a Seguro Promo – cotação de várias empresas de seguro (Mapfre, April, GTA, Travel Ace, Assist Card, Assist Trip, Intermac, Affinity, Assist Med). Mesmo para destinos no Brasil, caso seu plano de saúde não tenha cobertura nacional, consulte um dos planos de seguro saúde. Os valores são baixos e isso pode trazer mais segurança para sua viagem.
  • Viaje conectado para poder se comunicar com taxi, hotel e seguro e para poder usar os aplicativos de museus, passeios e mapas. (Veja as opções de chip e internet no exterior)

Planejando a viagem

Você tem duas opções – Planejar sozinho sua viagem ou comprar com assistência de agência. Em qualquer uma dessas hipóteses, se estiver viajando com crianças ou quiser um roteiro personalizado para ajudar no dia a dia ou indicação de agência para pacotes ou aéreo e hotel, nos avise. Envie mensagem para o e-mail [email protected] ou WhatsApp

Se quiser planejar sozinho, aqui no post há várias dicas e links dos sites oficiais de vendas de passagem, hospedagem e todos os serviços que você vai precisar.


PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO

🏨BOOKING.COM Veja melhores tarifas
🏨Hoteis.com
📱CHIP INTERNET ILIMITADA em 240 países
🚘ALUGUEL CARRO - cotação com várias empresas
🚌Compre sua passagem de ÔNIBUS
✈️ PASSAGENS aéreas em promoção
🎡Ingressos, tickets, passeios e transfer - cupom: MARIUNIVERSAL.
🚑SEGURO VIAGEM - cotação com várias empresas.
🎫PASSEIOS E EXCURSÕES Get Your Guide
🎟️INGRESSOS PARA JOGOS, SHOWS E TEATRO - EUA

 


Para fazer passeios guiados com guia brasileiro também podemos indicar um parceiro se vocês tiverem interesse. Envie um email para [email protected]

Deixe seu email para receber dicas de transfers e tours em Português na cidade. Por enquanto, minhas dicas são de  Dubai , Portugal (Lisboa, Porto), França ( Paris e redondezas), São Paulo e Itália (Milão, Roma e redondezas)  Clique aqui. Agora já posso acrescentar mais um a lista: Roma. Estes transfers eu conheço, testei, gostei e são serviços de Brasileiros pelo mundo. Fácil de agendar, confirmar e pagar. Clique aqui para solicitar orçamento de transfer 


Passagens aéreas promocionais. Pesquise aqui sua próxima viagem! 


Receba mais informações e valores





Clicando nos links da página você ajuda a manter o blog, não paga mais por isso, bem como tem a certeza de estar usando um link seguro.

 

S H O P   T H E   T R I P

Clique nos itens e conheça os programas especiais dos nossos parceiros

Cidadania Portuguesa e ItalianaCooking in PortugalServiços de Brasileiros no exterior

S H O P   T H E   L O O K 

Clique nos itens e faça sua compra online


Fast Shop

Sestini

Amazon

 

Instagram @maripelomundo.blog    Facebook Mari Pelo Mundo

Dúvidas, solicitações e sugestões E-mail: [email protected]

 

Compartilhe esta página..
Share on Facebook
Facebook
0Pin on Pinterest
Pinterest
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

Comente pelo Facebook

comentario(s)

Seguir Andrea:
Sou publicitária e amo viajar. Um grande objetivo: conhecer ao menos um lugar novo a cada ano. Trago aqui dicas e experiências que tive com essas viagens ao longo do tempo. Alguns lugares agora até se repetem, mas com a diferença de viajar na companhia do filhote pequeno.