Passeios em Manaus: Focagem de Jacaré e Praia Ponta negra

Acabamos de pousar em Manaus e logo de cara fomos recebidos pelo Olímpio Carneiro, cearense que mora há 30 anos em Manaus e além de ser o dono da agência turística é apaixonado pela região.
Ele nos contou o que já sabíamos, existe um medo e muita lenda sobre turismo na cidade de Manaus. Para quem não sabe, Manaus é a sexta cidade mais rica do Brasil, segundo o Ministério do Turismo, e é uma das cidades brasileiras mais conhecidas no exterior.

A capital amazonense é muito procurada pelos amantes de natureza, ecoturismo, pessoas apaixonadas por cultura de raiz. E mais, a região encontra-se entre os principais rios do mundo, Negro e Solimões. Porta de entrada para quem quer conhecer a riquíssima Floresta Amazônica, Manaus nos surpreende a cada passeio.

Diário de viagem: Manaus dia 1

Saindo do aeroporto nós fizemos um breve citytour passando pela Praia de Ponta Negra, a Praia de Água Doce. Como estamos em julho as margens do Rio estão bem cheias e a área de areia fica um pouco mais curta. Para quem vem na época da seca, encontra a faixa de areia bem mais extensa. O bairro de Ponta Negra é muito moderno, cheio de prédios altos, barzinhos, opções de lazer para toda família com praças para prática de esportes.

Comidas típicas

Logo após um breve reconhecimento da cidade fomos almoçar no restaurante Tio Itapeixaria (Rua Nhamundá, 141-301 – Centro), nosso primeiro almoço na viagem. Estávamos ansiosos pois sabíamos que a alimentação era um pouco diferente da que estamos acostumados no nosso dia a dia.  Não poderíamos deixar de experimentar o peixe Pirarucu, um dos mais consumidos da região com a famosa farinha ovinha de uarini . Simplesmente sensacional.

Mal sabíamos que a partir desse dia nós só iriamos querer comer peixe e farinha, não tem coisa melhor.

Após o almoço fizemos check in no hotel Amazonia tower que fica super bem localizado, no centro de Manaus, bem pertinho do teatro e com uma vida noturna agitada.

A focagem de jacaré

No final do dia fomos fazer nosso primeiro passeio mais excitantes, a famosa focagem de jacaré. Não sabíamos ao certo o que esperar.

Entramos no barquinho e em menos de 5 minutos estávamos navegando por igarapés no meio da floresta amazônia. Não sei como explicar qual foi a nossa sensação nesse momento mas estávamos todos anestesiados com a beleza daquele lugar, com a quantidade de água, em segundos nos deparamos com o primeiro por do sol incrível nessa viagem que é uma imersão em mundo tão real e vivo.

Durante o trajeto podemos observar as paisagens mais lindas e pitorescas, comunidades ribeirinhas e palafitas.

O passeio dura, mais ou menos 1h30 e é bem tranquilo. O guia leva uma lanterna e fica iluminando as margens do rio até enxergar os olhos brilhantes do jacaré.

Nesse momento todos devem ficar em absoluto silencio para que os jacarés não fujam. Após alguns minutos o guia pega o jacaré com as próprias mãos e nesse momento as crianças literalmente piram de tanta empolgação.

Esse, com certeza, foi um dos passeios que a minha filha mais gostou, foi uma experiencia autentica poder ver de perto e acariciar o filhote de jacaré, sentindo a pele áspera e logo em seguida soltando o jacaré para que ele volte ao seu habitat natural.

Compartilhe esta página..
Share on Facebook
Facebook
0Pin on Pinterest
Pinterest
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

Comente pelo Facebook

comentario(s)

Seguir Ana Paula Favero:
Sócia-Colaboradora do Mari pelo Mundo – Viaja pelo Brasil e pelo mundo e com sua filha e companheira de aventuras. Sempre em busca das melhores praias, paisagens e novidades.