Na rota dos Templários em Portugal: o Castelo de Almourol

Marcela M. Litjens de Portugal para o blog Mari pelo Mundo

Localizado em uma pequena ilha de 310 m de comprimento por 75 m de largura no curso médio do rio Tejo, o castelo de Almourol é uma edificação antiga que remonta à época do Império Romano. No local foram encontradas moedas romanas do século I e medalhas da época medieval. O local foi ocupado também pelos godos e visigodos a partir do século III e, no século VII, com a ocupação moura, o castelo passa a chamar-se Al-morolan (pedra alta).

Castelo de Almourol

Durante a reconquista, em 1129, o castelo foi tomado por D. Afonso Henriques que o entrega à Ordem dos Templários que passa a reestruturar o castelo de acordo com as suas características.

Isto pode ser verificado por exemplo no reforço da espessura em forma de rampa na base da muralha (alambor), solução arquitetônica militar que ricocheteia os projéteis, introduzida em Portugal pelos templários que também pode ser observada no Convento de Cristo no Tomar. Com a extinção da Ordem Templária pelo papa Clemente V em 1311, o castelo passa a integrar o Patrimônio da Ordem de Cristo.

 
O castelo situa-se no concelho de Vila Nova da Barquinha, Santarém.

 

Como chegar

O acesso é feito por um pequeno barco a um custo de 2,50 euros por pessoa. O custo refere-se à entrada no castelo e não ao passeio de barco. Dizem que na maré baixa o acesso pode ser feito pelo leito do rio na área mais esteira e pedregosa mas pareceu-me bem perigosa essa opção. Após atracar em uma pequena doca, caminha-se até a muralha.  A construção sofreu um bocado com o terremoto de 1755 sendo recuperada no século XIX com modificações. Pode-se entrar nas torres e caminhar ao longo da muralha. Em uma das torres, a mais alta, painéis contam parte das lendas atribuídas ao local e no alto encontra-se uma bela vista do rio.

 

Mais informações

Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha

Largo 1º de Dezembro

2260-403 Vila Nova da Barquinha

Site

posto.turismo@welcome-to.pt

visitas@welcome-to.pt

marcela boli

Marcela M. Litjens.  Arquiteta e mãe de duas menininhas sapecas. Vivo em Portugal há um ano e, mesmo passeando sempre, acho que nunca irei conhecer todos os lugares incríveis que existem no país.

Comente pelo Facebook

comentario(s)

Seguir Mari pelo Mundo:

As colaboradoras e as Friends Connection de Mari Pelo Mundo compartilham o olhar e as experiências, contribuindo com o planejamento de viagens de pessoas que adoram se jogar nesse mundo.