Livros e Viagens: Adeus, China

Adeus, China

Se você gosta de livros, ballet e uma linda história, você vai se encantar com o livro Adeus, China (2003).   ~AdeusChina_capa-P1.tif

Li Cunxin nasceu em Li, na cidade de Qingdao, nordeste da China, sexto de sete filhos de uma família podre da área rural. Nasceu na China comunista, mas as 11 anos foi escolhido pelos conselheiros culturais de madame Mao para dançar na Academia de Dança de Pequim.

O ultimo dançarino de Mao

A historia de Li é uma historia de sorte e sofrimento que se alternam a cada dia.   Ele foi escolhido no meio de centenas de meninos, para fazer parte da academia.  A vida em família era difícil por causa do frio, da falta de comida e de vestimentas, mas a vida na academia também não era simples, no entanto, era sua única chance.

O livro conta uma historia de esforço, resignação, pessoas que fazem diferença ao longo de nossas vidas, e é também uma história de sucesso. Hoje ele é diretor artístico do Ballet de Queensland, na Australia.   Ele dançou com o Ballet de Houston por dezesseis anos e tornou-se um dos melhores dançarinos do mundo.

O livro foi Best seller na Austrália e Estados unidos e ganhou vários prêmios mas, se não tiver tempo de ler, assista o filme que se chama O último bailarino de Mao (2009).    O filme é bastante fiel ao livro, exceto em pequenos momentos onde a história fica um pouco resumida, mas vale a pena.

 

Você pode ver alguns de seus trabalhos no Youtube, foi o que eu fiz quando terminei de ler o livro.

O trailer do filme

Sobre a China

A China é uma imensidão, impossível falar sobre a China em um único post.  Então vamos falar apenas dos três passeios principais de quem visita Beijing, na China continental.  A cidade de Li Cunxin não é tão turística quanto Pequim / Beijing.   Para conhecer um pouquinho mais de Pequim / Beijing, destacamos abaixo os principais pontos turísticos.

A Muralha da China

A Muralha da China ou Grande Muralha é uma estrutura de arquitetura militar construída durante a China Imperial.  Na verdade,consiste de diversas muralhas, construídas durante várias dinastias ao longo de aproximadamente dois milênios (começou no ano 220 a.C com término no século XV, durante a Dinastia Ming). Hoje ela é um símbolo da China e a mais famosa atração turística.

Muralha da China
Muralha da China
Foto: Mari

 

A muralha é tão extensa que abrange o Mar Amarelo (litoral Nordeste da China), o deserto de Góbi e, a Mongólia (a Noroeste) e as características da Grande Muralha variam de acordo com a região.

Muralha da China
Muralha da China
Foto: Mari

 

As torres, cerca de quarenta mil, permitiam observar o inimigo. Além dos muros, há portas, torres de vigilância e fortes.

Muralha da China
Foto: Mari

 

A Muralha da China após concurso informal internacional em 2007, foi considerada uma das Novas Sete Maravilhas do Mundo e é Patrimônio Mundial da UNESCO.

Muralha da China
Muralha da China

 

O trajeto de Beijing até o ponto de observação mais próximo da Mulhara é muito bonito e único.

Muralha da China
Foto: Mari

 

Como chegar

Se estiver em um hotel em Beijing/Pequim,é possível se visitar diversos partes da Muralha, sendo a mais próxima a de Badaling. Se quiser ver a Muralha autentica, não tão reformada e não tão lotada, vá a Mutyanu, um pouco mais longe, mas vale a pena.

Contrate um City tour indicado pelo próprio hotel ou um carro particular.  O city tour que fizemos, além de fazer a visita a Muralha, passou em uma fábrica artesanal de Jade, bastante interessante e em um palácio da dinastia Ming.  Além, é claro, da lojinha de souvenirs e de banheiros, muito importante porque o trajeto é longo (os banheiros são os que tem o buraco no chão, lá a maioria dos banheiros são assim, exceto os de deficiente, e nestes geralmente há uma longa fila de turistas na porta esperando a vez).  Para aproveitar o dia, as excursões saem bem cedo.

Tivemos muita sorte e o guia falava inglês muito bem, e além de guia era estudante de teatro. O trajeto foi divertidíssimo e ainda nos ensinou algumas palavras em Chines.

Cidade Proibida

O nome em português, “a Cidade Proibida”, é a tradução de Zijin Cheng, literalmente “Cidade Proibida Púrpura”.  A História da Cidade Proibida estende-se por seis séculos, e foi o palácio imperial durante 500 anos.  Na década de 1920 foi transformado em museu, e hoje é o “Palácio Museu”,responsável pela preservação e restauro da Cidade Proibida.

 

Dica: Você pode contratar um guia ou tour para visitá-la.  Fomos de taxi e recomendo bem pouco.  Nosso taxista, agendado pelo hotel, nos deixou na entrada e disse que nos pegaria 2 horas depois, na saída. Nem todos falam inglês, a comunicação foi toda intermediada pela atendente do hotel através do celular. O problema é que na saída haviam centenas de chineses e era absolutamente impossível identificar nosso motorista.  O jeito foi ficar esperando até que ele nos identificasse.

Cidade Proibida
Cidade Proibida

 

A Cidade Proibida é o maior complexo palaciano sobrevivente no mundo, cobrindo uma área de 723.633 m² (0,0007 km², 0,178 acres, ou 0,00028 mi²). É constituído por um retângulo com 961 metros de Norte a Sul e 753 metros de Este a Oeste. Consiste em 980 edifícios sobreviventes com 8.707 secções de salas.(wiki)

Cidade Proibida
Cidade Proibida
Cidade Proibida
Foto: Mari

 

Há vários locais dentro da Cidade Proibida para se visitar. Há também um jardim próximo a saída.  Realmente um passeio obrigatório para quem visita Pequim.

Foto: Mari
Foto: Mari
Cidade Proibida
Foto: Mari
Cidade Proibida
Cidade Proibida
Foto: Mari

Tiananmen Square ou Praça da Paz Celestial

 

A Praça da Paz Celestial ou Tiān’ānmén, também conhecida por Praça Tiannamen é uma grande praça no centro da cidade de Pequim, capital da China. É a terceira maior praça pública do mundo. Ficou conhecida após o Massacre de 4 de Junho após uma série de manifestações lideradas por estudantes, entre os dias 15 de abril e 4 de junho de 1989.

Tiananmen Square
Tiananmen Square

 

 

 

Onde ficar

O Hotel de Luxo e Spa Shangri La Beijing, em Pequim (Beijing) é um hotel divino. Embora um pouco afastado do centro, é um hotel muito utilizado para congressos e eventos.  Veja nosso post

Compartilhe esta página..
Share on Facebook
Facebook
0Pin on Pinterest
Pinterest
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

Comente pelo Facebook

comentario(s)

Seguir Mari Christine:

Editora

Sou formada em Comunicação e Turismo. Adoro viajar pelo mundo ou através de filmes e livros. Não tenho problema de ir ao mesmo lugar milhões de vezes ou de não sair do hotel. Adoro planejar a próxima viagem!